18 de Maio – Dia do Combate ao Abuso e Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes

  • Facebook
  • Twitter
  • Google+

Um levantamento do IPEA (Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada) constatou que 70% das vítimas de exploração e abuso sexual no Brasil são crianças e adolescentes, segundo dados de 2011. Foi constatado que metade das ocorrências envolvendo menores de idade já houve registro anterior de estupro, como no caso dos adolescentes que geralmente são vitimas de mais de um agressor. O estupro de vulnerável ocorre principalmente entre membros da própria família do menor, pais, tios, cunhados, até mesmo irmãos, depois com terceiroscombate-a-exploracao-sexual

As consequências psicológicas que esse tipo de ataque causa na criança e no adolescente é devastadora, uma vez que até os 18 anos está se formando o caráter, a personalidade e padrões de autoestima, podendo também prejudicar o relacionamento social dos indivíduos, fazendo com que eles tenham uma percepção distorcida de realidade quando se trata de amor, afeto e carinho, principalmente quando o abuso ocorre dentro do próprio ambiente familiar.

WhatsApp Image 2018-05-18 at 15.05.48O crime de abuso sexual contra menores em geral não acaba sendo informado as autoridades competentes, ainda mais quando se trata do sexo masculino o numero de notificações tende a ser menor. De acordo com a Delegacia Especial de Proteção à Criança e ao Adolescente (DCPA) do Distrito Federal, foram registrados em 2005, 101 casos envolvendo meninas contra 15 denuncias envolvendo meninos. Existe uma realidade de preconceito quando se trata de abuso sexual de meninos pois a nossa sociedade entende que o menino tem que ser “másculo” como sinônimo de força em uma sociedade patriarcal, por esse motivo esse tipo de abuso não é levado em conta.Captura de Tela 2018-05-22 às 15.31.09

Pensando na semana do combate ao abuso e exploração sexual infantil, a prefeitura de Bauru em parceria com a Secretaria do Bem Estar Social (SEBES) realizou um evento de abertura para a campanha contra o abuso na última sexta (18), no qual participaram nossa equipe técnica, educadores e as crianças que frequentam o Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos.

Os educadores do nosso centro de convivência iniciaram então nessa segunda-feira (21) atividades com as crianças relacionados a esse tema que se estenderão até o final da semana

 

vinheta Analía

Comentários