Serviço de Fortalecimento de Vínculos

  • Facebook
  • Twitter
  • Google+

Cada uma das situações de fragilidade enfrentadas pelos cidadãos deve receber um tipo de atenção diferenciada, de acordo com as necessidades de cada um. Além disso, as potencialidades das famílias devem ser ponto de partida para a organização dos serviços de proteção básica de assistência social, que estimulam a participação social.

Em razão disso, foi aprovada pelo Conselho Nacional de Assistência Social (CNAS) a Tipificação Nacional de Serviços Socioassistencias que institui, na Proteção Básica, quatro serviços de convivência e fortalecimento de vínculos. Eles são organizados por faixa etária e têm como objetivo prevenir possíveis situações de risco da população em geral, visando à melhoria da qualidade de vida.

Todos os serviços de convivência e fortalecimento de vínculos organizam-se em torno do Serviço de Proteção e Atendimento Integral à Família (Paif), sendo a ele articulados. Previnem a institucionalização e a segregação de crianças, adolescentes, jovens e idosos e oportunizam o acesso às informações sobre direitos e participação cidadã. Ocorrem por meio do trabalho em grupos ou coletivos e organizam-se de modo a ampliar trocas culturais e de vivências, desenvolver o sentimento de pertença e de identidade, fortalecer vínculos familiares e incentivar a socialização e a convivência comunitária.

Podem ser ofertados nos Centros de Referência de Assistência Social (Cras), em outras unidades públicas ou em entidades privadas sem fins lucrativos, desde que referenciadas ao Cras, sempre supervisionados por uma equipe de profissionais capacitada para atender as demandas específicas de cada faixa etária.

Na Wise Madness

DSC_0623Na Unidade I – Vila Aviação B executamos Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos para Crianças e Adolescentes, com foco nos Bairros Jd. Nicéia, Jd. Europa e bairros adjacentes, além Unidade II localizada no N.H. Otávio Rasi que atende os usuários desta região. Este serviço se constitui por um espaço de convivência, formação para a participação e cidadania, desenvolvimento do protagonismo e da autonomia das crianças e adolescentes, a partir dos interesses, demandas e potencialidades dessa faixa etária.

As atividades possuem características lúdicas, culturais e esportivas, visando a participação, a interação, o aprendizado, a sociabilidade e proteção social.

Neste serviço são incluídas crianças e adolescentes portadoras ou não de necessidades especiais, oriundos de situações que violam seus direitos como, por exemplo, trabalho infantil, exploração sexual e, outras violações.
A meta do serviço para o ano de 2015 é atender com qualidade 280 crianças e adolescentes na faixa etária de 06 a 15 anos. Este atendimento que realizamos é uma parceria com a Secretaria do Bem Estar Social (SEBES) de Bauru.

Saiba como ajudar!

Comentários